UBSF Taiman II realiza força-tarefa no bairro para eliminar criadouros do Aedes

Para evitar que a população seja vítima das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, principalmente com o início do período chuvoso, a equipe da Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Taiman II entrou na luta contra o mosquito. Com a ajuda da comunidade, os profissionais da unidade realizarão uma força-tarefa na sexta-feira (17) para recolher de casa em casa qualquer tipo de material que não seja mais útil ao morador – mas um excelente criadouro para o transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e da febre amarela.

O ponto de encontro dos profissionais será na UBSF Taiman II, às 7h30. A partir das 8h, dois caminhões cata-treco, cedidos pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico,além de um caminhão de coleta de lixo domiciliar,irão percorrer algumas ruas dos bairros recolhendo entulho, móveis, restos de material para construção, pneus, garrafas velhas e outros objetos.

Também haverá uma equipe de limpeza das bocas de lobo realizando o trabalho e um carro do Centro de Controle de Zoonose (CCZ) dando apoio no recolhimento de pneus e retirada de objetos.

Atividade permanente

A iniciativa é um complemento às ações de rotina da unidade, que realiza orientação e prevenção contra o Aedes durante todo o ano, conforme explicou a enfermeira coordenadora da UBSF Taimam II, Annalígia Pereira Martins.  “A força-tarefa é uma parceria com a comunidade para continuarmos eliminando os possíveis criadouros do mosquito. Já entramos no período de chuvas e a hora de agir é agora, passando um pente fino nas casas para evitar novos casos das doenças,” disse.

A coordenadora ressaltou ainda que, para o sucesso do trabalho, dias antes os profissionais de saúde que trabalham na unidade visitaram as casas de área de abrangência da UBSF Taiman II avisando os moradores da coleta na sexta-feira. “Realizamos um trabalho prévio para que todos ficassem sabendo na nossa ação. Além da visita às residências, avisamos os pacientes também via smartphone pelos grupos registrados e deixamos um saco de lixo com os moradores, para que pudessem separar os materiais que serão recolhidos na sexta-feira”, finalizou.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page