Protesto contra reforma da Previdência é realizado em Uberlândia

Manifestantes se reuniram na Praça Tubal Vilela, no Centro de Uberlândia, por volta das 16h30 desta quarta-feira (15), onde iniciaram um protesto contra a reforma da Previdência e em defesa dos direitos sociais e trabalhistas. Um pouco depois das 17h30, eles deixaram o local e realizaram uma caminhada pelas ruas do Centro. A Polícia Militar montou um esquema de segurança para acompanhar a movimentação na praça e nas imediações, porém não há informações sobre número de participantes.

Entre os participantes do ato estão a Associação dos Docentes da Universidade Federal de Uberlândia (Adufu), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Central Sindical, o “Direito em Movimento”, o Sindicato dos Trabalhadores Técnico Administrativos em Instituições Federais de Ensino Superior de Uberlândia (Sintet-UFU), o  Sindicato dos Ceramistas de Monte Carmelo e Movimento dos Sem Terra (MST).

Nesta manhã professores manifestaram na porta de escolas
Nesta manhã professores manifestaram na porta de escolas

No início da manha servidores da Educação, dos Correios, técnicos-administrativos e até estudantes cruzaram os braços

 O governo Temer detalhou, no fim do ano passado, pontos da reforma que quer promover na Previdência Social. O texto em apreciação no Congresso Nacional prevê, entre outras coisas, o estabelecimento de 65 anos como idade mínima para os contribuintes reivindicarem a aposentadoria.

Ainda em 2016, o governo federal apresentou uma proposta para também mudar a legislação trabalhista. Uma das ideias é permitir que negociações coletivas se sobreponham à lei. Em caso de acordo entre patrão e empregado, por exemplo, a jornada de trabalho poderia chegar a até 220 horas por mês (nos casos de meses com cinco semanas).

 

Fotos: Sind-Ute

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *