Prefeitura promove mobilização contra a dengue no bairro Dona Zulmira

Mesmo com os recessos de fim de ano, em função das festividades, os trabalhos de combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya não param. Nesta terça-feira (29), a Prefeitura de Uberlândia promoveu uma mobilização no bairro Dona Zulmira visando reforçar a participação da população nos cuidados para evitar criadouros do mosquito.

A ação faz parte do trabalho contínuo de prevenção e eliminação de focos do Aedes aegypti. Para a mobilização, cerca de 30 pessoas entre agentes de zoonoses e servidores da Secretaria de Serviços Urbanos estão envolvidos na limpeza de terrenos, áreas com lixo e entulho e ainda visitando domicílios.

Para o secretário municipal de Saúde, Dario Rodrigues dos Passos, toda a cidade está mobilizada neste trabalhado e para isso a secretaria tem contado com diversos parceiros de instituições públicas e privadas que propõem e organizam ações. “O mais importante é a população se conscientizar, pois o maior foco está nas residências”.

O trabalho é preventivo para que a cidade não sofra uma epidemia em 2016, explicou o prefeito Gilmar Machado, que se reuniu com a equipe e acompanhou de perto o início dos trabalhos. “A população pode nos ajudar. Se cada um cuidar de sua casa não teremos tanta dificuldade. A Prefeitura está cuidando, fazendo a sua parte, mas não é apenas o agente de zoonoses que deve ser responsável, toda a sociedade civil tem que participar”, disse.

A ação desta terça teve como alvo o bairro Dona Zulmira, no entanto, agentes de saúde e do Centro e Controle de Zoonozes estão em toda cidade, visitando e conscientizando a população.

Ações em andamento

O último levantamento em Uberlândia apontou que mais de 97% dos criadouros estão dentro dos domicílios. Por essa razão, a Prefeitura busca mobilizar a população a fazer parte do movimento de prevenção e controle do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

A Prefeitura de Uberlândia mantém ações de combate à dengue todos os dias, em várias frentes de mobilização e capacitação para um funcionamento mais efetivo. Além das mais de 658 mil visitas domiciliares e mais de 239 mil pneus recolhidos, 100 agentes de controle de zoonose foram contratados. Cursos de capacitação das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) foram realizados para estabelecer Redes Territoriais Locais e Mobilização Social para controle do Aedes aegypti e aproximar os Agentes de Controle de Zoonoses, os Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Saúde Escolar em cada território das unidades da atenção básica.

Outro trabalho é o uso dos predadores naturais quando o depósito de água não pode receber o larvicida. O peixe lebiste é o mais conhecido, mas a Prefeitura de Uberlândia já utiliza o platy, outro peixe mais voraz e mais viável no controle das larvas.

Secom

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page