Prefeitura e Exército saem às ruas neste sábado para combater o mosquito Aedes aegypti

Neste sábado (13), o governo federal vai levar às ruas do Brasil 220 mil militares. Eles vão ajudar no combate ao mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, da febre chinkungunya e do vírus Zika. Os homens das três Forças Armadas vão atuar em 356 municípios. Em Uberlândia serão 435 oficiais. Desde o mês de janeiro, o efetivo da tropa está sendo treinada para orientar a população a eliminar os criadouros do mosquito de modo específico. Em parceria com os militares atuam amanhã 300 agentes de controle de zoonoses. Estes mesmos agentes mantém o reforço para a mobilização deste sábado.

A concentração inicial será no Bairro Santa Mônica, onde foram definidos 05 pontos de encontro devido à extensão do bairro, para facilitar a atividade dos militares.  A abertura da ação será às 7h30, estádio municipal parque do sabiá (Av. Anselmo Alves dos Santos), próximo ao quarteirão 146.

Segundo o Diretor de Vigilância em Saúde de Uberlândia, Samuel do Carmo Lima, o ataque frontal ao aedes aegypti, por meio das ações coletivas na saúde tem dado resultados positivos. O diretor explica que o número de casos notificados na cidade é de 65 notificações a cada 100 mil habitantes. Este índice considera satisfatório o controle das patologias transmitidas pelo mosquito. “Antecipamos ações para o controle de epidemias e investimos continuamente na conscientização e mobilização de cada cidadão como um agente responsável pela saúde da coletividade. O alerta ainda existe e a população precisa se aliar a causa”, disse.

Agentes de saúde fardados

Os pelotões militares da saúde irão a campo fardados, e tem a missão de atacar o inimigo da saúde pública no município usando duas táticas: Na primeira, reforçam a atuação direta de combate aos focos no bairro Santa Mônica, escolhido por ter um índice mais elevado de casos notificados. Os moradores receberão visitas das equipes para vistoria nas residências. É importante destacar que não recolherão o lixo das casas, já que essa deve ser uma tarefa da própria população.

Outro grupamento será posicionado em pontos estratégicos da cidade com a missão de orientar e conscientizar dos moradores, encarregados de ampliar a parceria entre os setores e comunidades.

No centro da cidade, na Praça Tubal Vilela e na Clarimundo Carneiro, os militares farão a distribuição de panfletos para conscientizar a população da responsabilidade na eliminação do mosquito Aedes Aegypti. A expectativa é que 25 mil folhetos sejam distribuídos no sábado.

Para o comandante do 36º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMTz), Alexandre Castro, a parceria entre as forças armadas e a comunidade também representa um compromisso dos militares enquanto cidadãos, e orienta para que a população fique segura sobre a mobilização.  “Queremos convocar as pessoas a permitir a entrada dos militares nas residências. O trabalho é legítimo desde que o solicitante esteja fardado e portando sua identidade militar, a visita deverá ser autorizada”, explica.

Os agentes de zoonoses também estarão devidamente uniformizados e identificados. Em caso de suspeita ou dúvidas, o telefone 034 3213 1470, no Centro de Controle de Zoonoses poderá ser acionado pelo morador.

Apoio e Continuidade das Ações

Já a partir da próxima segunda-feira, (15) os militares passam a contribuir diariamente nas visitas domiciliares junto aos agentes de controle de zoonoses, nos trabalhos de rotina. Os militares também farão parte de ações nas escolas de Uberlândia e este trabalho deve começar ainda em fevereiro.

O reforço dos mais de 400 agentes comunitários de saúde que já ajudam no combate ao mosquito visitando as casas desde janeiro também será mantido.

Além das visitas domiciliares em cada território das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs). A Prefeitura Municipal de Uberlândia também está mobilizada por meio de ações de conscientização das secretarias de Educação, Saúde, Meio Ambiente, Comunicação Social, Serviços Urbanos, Obras, Desenvolvimento Social, entre outros, em suas atividades diárias.

Secom

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *