Prefeitura de Uberlândia inicia curso gratuito de piscicultura no Cetaf

Enxergar a criação de peixes sob uma nova visão, desde a preparação, manuseio, legalização de tanques até a produção. A partir dessa premissa, a Secretaria de Agropecuária, Abastecimento e Distritos (SMAAD) iniciou nesta segunda-feira (9), o primeiro curso gratuito de piscicultura no Centro Tecnológico de Aqüicultura Familiar (Cetaf). A iniciativa é resultado de uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/Minas).

Conhecimento multiplicado

Com carga horária de 40 horas, o curso se estende até o dia 13 de abril, das 8h às 17h. Durante todo esse período, estudantes, produtores e técnicos da Prefeitura poderão estimular conhecimentos teóricos e práticos sobre o cultivo de peixes em tanques escavados. É o caso do estudante de medicina veterinária e gestão ambiental, Hathachesis Nunes de Freitas.

“Vim em busca de novos aprendizados para aplicar na área. É uma iniciativa muito boa, inclusive por reunir o Senar e a Prefeitura de Uberlândia. Conhecemos a qualificação desses profissionais e esperamos sair com um conhecimento completo, desde a teoria até a prática”, destacou.

Novo Agro

O curso de piscicultura segue um dos cinco pilares do Programa de Desenvolvimento de Novos Negócios Rurais, com foco na gastronomia, turismo rural, agroindústria de pequeno porte, agroecologia e criação de peixes. A iniciativa foi lançada no fim de 2017 pelo prefeito Odelmo Leão, conduzida em parceria entre a SMAAD e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo (Sedeit).

Para a secretária de Agropecuária, Walkíria Naves, a ideia é que, a partir do curso, todos percorram o mesmo caminho quando o assunto for a criação e cultivo de peixes no município.

“A piscicultura é um pilar fundamental do Novo Agro e, para isso, precisamos ter um alicerce muito bom e preparado. Para realizar essa iniciativa, contamos com a presença de técnicos e profissionais credenciados, que ajudarão a auxiliar os participantes. Promover essa interação entre técnico, produtor e outros interessados é muito importante, principalmente para que todos falem a mesma linguagem e consigam sanar suas dúvidas”, disse.

Oportunidade de negócios

Apesar de simples, a piscicultura exige critérios específicos que devem ser cumpridos, amparados pelo conhecimento técnico, estrutura, localização, exigências legais, equipamentos, automação e matéria-prima, sem prejudicar o meio ambiente. É importante verificar a adaptação das espécies, a qualidade da água, nível de oxigênio, acidez, além de técnicas para manejo, reprodução e nutrição. Fatores que, segundo o mobilizador do Senar, Osmar Fernandes Peixoto, serão difundidos ao longo do curso.

“Em todas as áreas, a qualificação dos profissionais é fundamental, e na agropecuária não é diferente. Sabemos da existência de vários produtores no município e este treinamento pedido pela secretaria de Agropecuária vem ao encontro dessas pessoas, que poderão aprimorar o trabalho com esse tipo de criação, além de difundir o conhecimento e buscar um retorno ainda maior”, afirmou.

Mais de 300 mil peixes

Localizado na rua Sudepe, 1410, no setor das Chácaras Tubalina, o Cetaf funciona junto à sede da Ferub (Fundação de Excelência Rural de Uberlândia). Ao todo, mais de 300 mil peixes são cultivados nos 33 tanques abrigados pelo local, entre espécies como carpas, pacu-caranha, lambari, tilápia, tamabacu e piauçu. Para outras informações do curso, basta entrar em contato pelo 3215-2044 (Aquário Municipal), pelo 3232-4336 e 3232-4165 (anexo da secretaria de Agropecuária), ou diretamente no Cetaf, pelo telefone (34) 3234-1362.

SECOM

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page