Prefeitura começa a instalar equipamentos de medição meteorológica na cidade

Com objetivo de prevenir e trazer mais segurança para a população, a Prefeitura de Uberlândia, em parceria com a Universidade Federal de Uberlândia (UFU),começou o processo deinstalação de equipamentos informatizados de medição meteorológica (pluviômetros) em alguns pontos da cidade. O primeiro do projeto piloto foi montado no Parque do Sabiá e já está em funcionamento. A previsão é que, até o fim do ano, ao menos 40 equipamentos adquiridos pelo Município e pela instituição de ensino estejam instalados em diversos pontos da cidade.

Até então, esse serviço de medição era realizado por meio de um aparelho instalado dentro docampus Santa Mônica da UFU.Agora, após uma parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Prevenção às Drogas, Defesa Social e Defesa Civil, a Empresa de Processamento de Dados de Uberlândia (Prodaub) e o Laboratório de Climatologia da UFU, o serviço será levado para as outras áreas da cidade. O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais também irá atuar como parceiro do projeto.

Na prática, o projeto tem como objetivo permitir que o Município e os órgãos de segurança que atuam dentro da Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC) possam ter, gradativamente, uma noção ampliada e mais próxima do real dos impactos causados pelas precipitações nas regiões da cidade. Assim, as instituições poderiam aumentar a eficácia do Plano de Emergência Pluviométrico (PEP), prevenindo eventos climáticos com mais agilidade, salvando vidas e impedindo danos aos equipamentos públicos e privados.

Além disso, os dados coletados também serão utilizados para estudos e pesquisas por parte do Laboratório de Climatologia da UFU. Os próximos locais a receberem os pluviômetros ainda serão definidos e o primeiro encontro para delinear as ações foi realizado na tarde desta quinta-feira (22), no Centro Administrativo Municipal. “Já estamos realizando alguns testes. O nosso objetivo é que eles fiquem instalados em prédios tanto da prefeitura quanto de parceiros, para que, embora sejam de fácil acesso, estejam seguros”, disse o diretor da Defesa Civil, João Batista Afonso.

Chuva, vento e umidade

Além de atuar de forma preventiva, antecipando possíveis situações climáticas, o equipamento também tem a capacidade de informar a quantidade de chuva que atingiu a cidade naquela determinada região, a umidade relativa do ar e a velocidade do vento. “Já recebemos os dados coletados pelo equipamento que está no Parque do Sabiá, mas ainda estamos desenvolvendo uma aplicação em que podemos coletar todas as informações e agrupá-las, para que tenhamos melhores resultados”, disse o diretor da Prodaub, Reginaldo Mendes.

Informação pública

Também visando a transparência, os dados coletados por esses equipamentos deverão ser disponibilizados no Portal da Prefeitura assim que projeto piloto for desenvolvido. “Nossa intenção é informar a população sobre as situações que acontecem em Uberlândia.Então, se o cidadão quiser saber o quanto choveu no Santa Mônica, por exemplo, ele saberá quando o projeto for consolidado”, explica Reginaldo Mendes.

SECOM

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page