Prefeito de Contagem é acusado de agredir deputado Weliton Prado

FONTE: ESTADO DE MINAS

Uma briga entre o prefeito de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Alex de Freitas (PSDB), e o deputado federal Weliton Prado (PMB) em plena Câmara dos Deputados virou caso de polícia e pode parar na Justiça. O parlamentar acusa o prefeito de tê-lo agredido com um tapa em seu rosto no estacionamento do Legislativo na quarta-feira. O chefe do executivo municipal de Contagem nega.

Weliton Prado apoiou Freitas na campanha pela prefeitura em outubro do ano passado, mas a relação azedou. O deputado federal registrou boletim de ocorrência e fez exame de corpo de delito na polícia do Distrito Federal. Também solicitou as imagens de vídeo das câmeras de segurança no local. Ele disse que vai levar os documentos ao Ministério Público para processar o antigo aliado por agressão.

No boletim, o parlamentar diz que estava na garagem do anexo VI por volta das 14:30h de quarta-feira quando encontrou o prefeito, que se encaminhava para subir as escadas. Foi quando tocou no assunto da volta da cobrança do IPTU residencial na cidade e, segundo conta, o prefeito o agrediu com um tapa na face de forma inesperada.

Weliton Prado diz que tentou dialogar e o prefeito lhe disse palavras de baixo calão e saiu andando. No exame de corpo de delito foram registrados “hiperemia e edema traumar discretos na região malar esquerda”. O deputado diz que apoiou Alex de Freitas na eleição com a condição de que ele não criasse novos tributos e, com a volta do IPTU residencial, decidiu processá-lo. “Vou entrar com todas as ações na Justiça. Nada justifica uma agressão. Estou no PMB e a gente vê mulheres vítimas o tempo todo e depois o agressor tenta arrumar justificativa e culpar a vítima, é prática dos agressores”, afirmou Weliton Prado.

Prefeito nega tapa

O prefeito Alex de Freitas nega a agressão, mas também não pretende processar o parlamentar por calúnia. Ele diz que o deputado federal Weliton Prado e ele começaram uma conversa cordial e o parlamentar o questionou sobre indicações para participar do governo dele na Prefeitura de Contagem. “Eu falei das dificuldades momentâneas inclusive para fazer nomeações e ele, com um discurso duro, falou que outros estavam tendo. Disse que ele devia se preocupar em ajudar Contagem de maneira mais republicana e me virei, mas ele segurou meu braço. Então me desvencilhei e ele disse que o agredi”, conta Alex de Freitas.

Segundo o prefeito, a polícia legislativa ligou para ele e informou que ele pode mandar por escrito sua versão dos fatos. “Ele (Prado) fez exame justificando aquilo que diz ter ocorrido, considero o episódio lamentável, uma perda de tempo que não merecia este tratamento. Mas da minha parte está superado, quando ele quiser comparecer a Contagem para contribuir com projetos estou de portas abertas”, disse.

Sobre as imagens da câmara solicitadas pelo deputado, o prefeito diz que “adoraria que elas aparecessem, especialmente as de áudio”. Questionado se tomaria alguma medida, já que disse ser mentira a agressão, Alex de Freitas disse que não tem tempo para isso.

 

 

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page