Padaria confia na honestidade dos clientes e surpreende freguesia

Com tantos casos de corrupção, furtos, golpes e assaltos, o brasileiro tem ficado cada dia mais descrente. No entanto, uma padaria em Patos de Minas está mostrando que ainda é possível acreditar na honestidade das pessoas. Nesse comércio situado no Bairro Lagoa Grande, os clientes se servem livremente e o pagamento fica a critério da consciência de cada um.

A padaria que já funciona desta forma há 10 anos fica na Rua Doutor Marcolino. Pães de queijo, coxinhas, broas, biscoitos, empadas, pastéis ficam em tabuleiros sobre o balcão. As garrafas de café e leite ficam em uma mesinha bem na entrada da padaria, longe da vista dos funcionários. Os freezers com refrigerantes e outras bebidas também ficam livres para os clientes. Uma tabela na entrada mostra os preços.

As funcionárias basicamente trabalham para embrulhar produtos para casa e receber o pagamento. Não há qualquer tipo de anotação. Todos se servem do que desejam e depois vão até o caixa para acertar. Como não há controle e o movimento na padaria é considerável, não seria possível saber o que foi consumido, por isso a confiança é fundamental.

E é isso que tem surpreendido. Valquíria Antônia da Silva, uma das funcionárias responsáveis pelo atendimento, contou que as pessoas estão acostumadas com o serviço e praticamente não dão “calotes”. Ela destacou que os clientes acertam tudo direitinho no caixa. “Apenas alguns que não estão acostumados é que deixam de acertar algum café”, disse.

E pelo movimento da padaria, é preciso mesmo confiar na honestidade dos clientes. Em poucos minutos, enquanto nossa reportagem conferia as informações, vários clientes tomaram seu café e foram ao caixa fazer o acerto. Em época de desonestidade, esse é um belo exemplo de que ainda se pode confiar nas pessoas. Este tipo de atitude merece ser compartilhada.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page