Morrendo abraçado – Uberlândia repete time e perde com atuação fraca

O Uberlândia perdeu, dentro de casa, para a Tombense, por 1×0, neste domingo. A atuação foi de longe a pior da temporada até aqui, enquanto a Tombense se mostrou bem mais forte e com sete pontos assumiu a quarta posição na tabela, passando o Uberlândia que com seis, caiu quinto lugar.

Desde o primeiro tempo a equipe de Tombos se mostrou superior, tendo uma estratégia de jogo bem definida e sabendo bem como manter o adversário longe de seu gol. Mesmo assim o verdão foi quem teve a primeira grande chance, aos 14 minutos, Rodney invadiu a área pela direita e mandou na trave, no rebote a bola sobrou para Vanger que desperdiçou a chance. O jogo então ficou lá e cá, mas sem grandes chances, até que aos 39 minutos a zaga do Uberlândia dormiu e Tauã teve liberdade dentro da área para cortar e balançar as redes de Thiago Braga.

No segundo tempo o verdão já voltou com duas mudanças, Robinho saiu com sintomas de gripe e Marco Goiano saiu por opção técnica, em seus lugares entraram Bruno Costa e Diogo Peixoto. O Uberlândia então começou a sair mais para o jogo, mas sem assustar muito a defesa adversária. A torcida vaiou muito o time principalmente quando a bola era recuada para o campo de defesa, os jogadores mais cobrados pela torcida foram Vandinho, Bruno Moreno e Reinaldo Alagoano.

Na próxima rodada o Uberlândia volta a atuar no Parque do Sabiá novamente, desta vez contra o América TO, já a equipe de Tombos vai à Belo Horizonte encarar o América Mineiro.

 

Análise:

As atuações do Uberlândia só pioram, depois de um estreia surpreendente vencendo fora de casa, o time jogou bem também contra o Democrata, já contra o Atlético a atuação defensiva foi boa, enquanto a ofensiva péssima e hoje tudo piorou. Na defesa Vandinho foi muito mal, Robinho se mostrou perdido no tempo que esteve em campo, enquanto Rodney e Mauro Viana foram “na média”. No meio campo Bruno Moreno e Marco Goiano foram horrorosos hoje, João Paulo foi o único que se salvou, enquanto Alê até tentou, correu e mostrou muita disposição, mas ainda assim não teve uma grande atuação.

Mas o grande problema que precisa ser arrumado por Paulo César Catanoce é o ataque. Em quatro partidas Vanger e Reinaldo Alagoano ainda não mostraram nada que justificasse a escalação deles como titulares. Vanger é o homem de velocidade do time, mas com a bola no pé não agrega nada, tem muita dificuldade em tomar as decisões certas, costuma sempre tentar uma drible a mais do que precisa. Reinaldo também mostra muita dificuldade com a bola no pé, matou ao menos duas ou três chances claras de gol do time hoje e o minimo que se exije de um camisa 9 com as características dele é que na frente ele decida.

Sábado é hora de mostrar futebol, o time tem muito o que melhorar e se quiser curtir um carnaval tranquilo, Catanoce terá que trabalhar muito durante a semana.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page