Mineiros em Las Vegas relatam momentos de pânico após o tiroteio

Foi em meio a um passeio pelas ruas de Las Vegas que o mineiro Gustavo Bacellar, de 32 anos, em um instante, presenciou que a cidade passava por uma situação anormal. De longe, caminhando pelas ruas, ele chegou a ouvir barulhos de tiros e a grande movimentação dos policiais logo depois da ação de um atirador, que disparou contra o público em um show no hotel Mandalay Bay. O tiroteio deixou ao menos 58 mortos e pelo menos 515 feridos, segundo autoridades dos Estados Unidos.

“Foi de repente quando comecei a ouvir barulhos que pareciam pipoca, bem suave. Cheguei a pensar até que fosse um helicóptero trazendo algum artista. Mas apareceram muitos policiais pelas ruas. Foi quando eu gravei o vídeo. Foram muitos carros de polícia passando na rua, ninguém entendeu o que estava acontecendo”, explicou Gustavo Bacelar.

Veja o relato deles no Instagram

“As pessoas entraram para dentro do hotel. Ai começou o desespero. Tinha muita mulher chorando, correria para todo lado”, complementou. Eles e os pais estão hospedados no hotel MGM. Gustavo, o irmão Guilherme Coutinho Bacellar, de 23 anos, estão em viagem a Las Vegas junto aos pais.

Eles devem permanecer na cidade até a próxima terça-feira. “Virou um caos, todo mundo estava correndo para entrar nos hotéis. A operação foi muito rápida. A policia daqui passa bastante confiança de que as coisas estão bem e não vai acontecer mais (ataques)”, garantiu Guilherme.

 otempo

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page