Mais três pessoas são presas por envolvimento no assalto de Uberaba

Duas mulheres e um homem foram presos pela Polícia Civil de Minas Gerais, nesta quinta-feira (9), em Ituverava, no interior de São Paulo, por associação criminosa com os envolvidos no assalto à empresa de valores Rodoban, que aconteceu na última segunda (6), em Uberaba. Os detidos foram identificados como Ulielsa Maria da Silva, de 35 anos, Maria do Socorro Araújo, de 39, e Bruno Alexandre Damião dos Santos, de 40.

De acordo com a Polícia Civil, os três estavam a caminho de Uberaba para tentar resgatar Moacir Batalha Muritiba, de 41 anos, que teria participado do assalto à Rodoban e trocou tiros com a PM nessa quarta-feira (8), durante a fuga de alguns criminosos para o interior de São Paulo.

Na fuga, Muritiba foi atingido por uma bala na região do abdômen. A polícia encontrou o corpo dele na manhã desta quinta em uma estrada vicinal próxima à BR-050. A PM acredita que o bandido tenha sido deixado para trás pelos colegas. Por meio de um celular, ele teria enviado uma mensagem para Ulielsa pedindo para que ela o ajudasse.

A Polícia Civil ainda não explicou qual o envolvimento de cada um dos presos com a quadrilha. Contudo, a corporação disse que Maria do Socorro e Damião dos Santos também vão responder por lavagem de dinheiro. No momento da prisão, a mulher estava com mais de R$ 3 mil reais. A origem do dinheiro ainda é desconhecida.

Os investigadores verificaram o celular de Ulielsa, que vai responder apenas por associação criminosa, e encontraram a mensagem de Muritiba pedindo por socorro.

Os três presos foram encaminhados para a delegacia de plantão de Uberaba.

Relembre o assalto

Na madrugada da última segunda-feira (6), criminosos roubaram cerca de R$ 20 milhões de uma transportadora de Uberaba. O bando, com cerca de 30 pessoas, usou uma metralhadora .50, que pode derrubar até helicóptero, espalhou parafusos nas ruas da cidades para dificultar a ação dos policiais, queimou transformadores e carros em pontos estratégicos. A quadrilha explodiu paredes da Rodoban e levou o dinheiro na fuga.

Moradores relataram momentos de pânico durante a madrugada. Segundo eles, foram duas explosões e diversos disparos.

Três pessoas já foram presas em Caldas Novas (GO). Eles negaram participação no crime em depoimento. Dois deles teriam relação com o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page