Higienização de ordenhadeiras garante qualidade do leite

Considerada uma das atividades rurais mais importantes no país, a produção de leite brasileira tem ganhado destaque mundial nos últimos anos. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Brasil ocupa o 4º lugar no ranking mundial de produção leiteira.

Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada em março de 2018, aponta que a produção nacional de leite em 2017 aumentou 4,1% em relação ao ano anterior, o que resultou em 24,1 bilhões de litros.

De acordo com o site Milk Point , o maior portal do leite do país, Minas Gerais é o estado considerado o maior produtor leiteiro do Brasil, respondendo por 24,8% da captação em 2017. A matéria foi elaborada com base nos dados do IBGE.

Sabendo da importância do setor para a economia brasileira e com o objetivo de reduzir o custo de produção e facilitar a limpeza, a Start desenvolveu uma linha exclusiva de produtos para a higienização dos equipamentos, ordenhas e tanques de refrigeração de leite.

“No intervalo entre as ordenhas, microrganismos podem se desenvolver nas superfícies de equipamentos que entrarão em contato com o leite e, caso não sejam adequadamente sanitizados, podem comprometer a qualidade do alimento. Evitar a proliferação dessas bactérias é o primeiro passo para assegurar uma boa produção leiteira”, afirma Fábio Pergher, presidente da empresa.

Além da higienização dos equipamentos, a limpeza adequada dos tetos também é fundamental para evitar infecções mamárias e garantir a retirada de leite com qualidade. “Há uma linha específica à base de iodo para a sanitização dos tetos, evitando a proliferação de bactérias como Salmonella Cholereasuis, Escherichia coli e Staphylococcus Aureus, que asseguram desinfecção da área e garantem a qualidade do leite”, finaliza Pergher.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page