Ex-vereador é preso por abuso sexual e roubos

A Polícia Civil prendeu um dos dois criminosos que estavam assaltando mulheres e que depois de roubar as vítimas, ainda as fotografam nuas, algumas vezes tocando em suas partes íntimas e ameaçando ainda de morte. Os bandidos também ameaçavam publicar as fotos nas redes sociais se elas denunciassem o fato à polícia.

Após intenso trabalho de investigação a Polícia Civil prendeu um dos autores, Carlos Junior Barbosa, que é ex-vereador da cidade de Romaria, suspeito de ter cometido diversos roubos e abusado as vítimas, em Patrocínio.

juninho preso04042017 01 apreensoesSegundo a Polícia Civil, o autor, em diversas oportunidades, obrigava as mulheres, antes de consumar o roubo, a tirarem toda a roupa com o objetivo de extorqui-las caso procurassem a polícia. Em decorrência da prisão de Carlos, quatro vítimas já o reconheceram como sendo autor dos crimes. Vasto material foi apreendido na residência do autor, no bairro Enéas Aguiar, indicando que há um número maior de vítimas a serem identificadas. No local foram encontrados celulares, bolsas de marca, joias, bijuterias, entre outros materiais.

Segundo o titular da Delegacia de Furtos, Roubos e Entorpecentes, Caio Ballerini, os investigadores chegaram a Carlos Junior, conhecido como Juninho do Julio, depois de abordarem o receptador de um celular roubado. Num dos celulares havia fotos de mulheres nuas e até mesmo de crianças. Com as informações a Justiça expediu mandado de prisão que foi cumprido pela Polícia Civil.

Não é a primeira vez que Juninho do Julio é preso em Patrocínio. Em março de 2015 ele foi preso em casa no bairro Constantino com vários talões de cheques, filmadoras e um coldre com munições de arma de fogo calibre 38. Depois disso vários comerciantes procuraram a polícia dizendo que ele havia dado golpes. Na ocasião ele foi preso por estelionato.

Nove dias depois, com base na prisão, foi cassado pela Câmara Municipal de Romaria. Juninho do Juliofoi eleito em 2012 com 5,5% dos votos úteis, ou seja, 154 votos. Mesmo com muita coisa contra, ele conseguiu sair da prisão e agora volta a cometer crimes, desta vez com maior gravidade — roubos e abusos sexuais.

Muitas das pessoas assaltadas em Patrocínio e com medo da exposição podem não ter procurado a polícia antes, por isso, o delegado Caio Ballerini pede às vítimas que procurem a Delegacia para que possa reaver seus bens e identificar o autor.

O outro bandido envolvido nos crimes pode ser preso a qualquer momento pela Polícia Civil que segue nas investigações.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *