Daniel Borges conquista o tetracampeonato brasileiro de karatê

O atleta da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), Daniel Borges de Melo conquistou o tetracampeonato brasileiro de karatê na categoria pessoa com deficiência (PCD). Realizado pela FBK, o 18º Campeonato Brasileiro de Karatê aconteceu entre sexta (8) e domingo (10) em Curitiba. Portador da Síndrome de Down, o carateca é faixa preta (1º grau) e fez apresentações de kata (combinações de movimentos de ataque e defesa previamente estabelecidos) na competição.

O professor da Futel, João Batista Pires, faixa preta (4º grau), também competiu no Brasileiro em kata e kumitê (luta) na categoria master, finalizando em quarto lugar. Desde 1984 no esporte e há pelo menos 20 anos como professor na modalidade, João esclareceu que atualmente o seu foco está especialmente voltado ao ensino. “Meu objetivo principal nesta competição era acompanhar o Daniel e cumprir o papel de técnico. Felizmente tive também a oportunidade de competir, mas o que de fato me brilha os olhos é ver o Daniel como exemplo de persistência e amor ao esporte”, explicou.

Daniel Borges disse que apesar do nervosismo e ansiedade, estava preparado para mais este desafio. “Fiquei muito feliz por ter conseguido entrar no tatame e fazer tudo o que foi treinado. Agradeço o apoio do meu treinador e sensei, João, e de todos os colegas e familiares que torceram por mim”, destacou. O carateca se dedica à modalidade desde os sete anos de idade, e hoje, aos 34, coleciona uma grande quantidade de medalhas. Além do tetracampeonato brasileiro, o atleta conquistou o ouro competições locais, regionais, estaduais, nacionais e até internacionais em kata e vice-campeão brasileiro de kumitê, em 2013.

Dedicação e superação

De acordo com João Batista Pires, responsável pelas escolinhas de karatê nos polis São Jorge e Luizote de Freitas, Daniel Borges, é um exemplo de dedicação e superação. “Ele treina diariamente aqui no São Jorge, onde é muito querido e respeitado pelos demais alunos. Vontade e a disciplina são grandes virtudes que ele possui. O esporte é fundamental na inclusão, integração e desenvolvimento psicomotor da pessoa com deficiência”, explicou o treinador.

O diretor-geral da Futel, Silvio Soares dos Santos, destacou que a fundação oferece programas voltados ao paradesporto, tanto na iniciação esportiva quanto no alto rendimento. “Atualmente, temos professores capacitados no atletismo, halterofilismo, karatê, bocha e futebol de sete, com um programa de ensino-aprendizagem estruturado para atender todos os tipos de deficiência”, concluiu.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *