Coluna do Maracanã – De 25 a 31 de Maio

Por que não fez antes 

Cerca de 40 mil pessoas recepcionaram a presidente Dilma Rousseff em Belo Horizonte na sexta-feira passada, dia 20, participando “Encontro de Blogueiros e Ativistas Digitais”. Antes de entrar para o evento, a presidente afastada foi ovacionada pela população;. A multidão gritou palavras de ordem como “Volta, Dilma”, “Volta, querida” e “Dilma, guerreira da pátria brasileira”. Dilma agradeceu o apoio: “Nós iremos resistir. Eu agradeço a vocês essa manifestação de carinho, força e luta. Quero dizer a vocês: obrigado queridos, muito obrigado”

Tarde demais

Dilma Rousseff afirmou em entrevista à revista Carta Capital, que tentar fazer um ajuste fiscal em 2015 foi um erro. “As pessoas tentam e às vezes erram. Nós pensamos que seria possível um processo de ajuste de um ano, mas era incompatível em 2015 com a realidade política do país”, analisa agora a petista. Segundo Dilma Rousseff, houve resistência política a aumento de impostos e a reformas que significassem reduzir os recursos destinados a alguns setores da população.

Enquanto isso, Pimentel vai tentando 

O governo de Minas Gerais publicou no Diário Oficial do Estado o decreto 47.000, que regulamenta a licença para tratamento de saúde dos servidores afetados pela Lei 100 e que foram exonerados em 31 de dezembro de 2015 em cumprimento à decisão judicial determinada pelo STF. Com isso, cerca de 4.500 servidores que estavam afastados de suas funções terão a licença para tratamento de saúde restabelecida. Terão direito ao benefício os servidores que continuarem afastados em 2016 por motivo de doença crônica ou grave.

Perguntar não ofende 

Uma pergunta sincera aos que se opunham à fusão da Cultura com a Educação. A cultura melhorou nos últimos 31 anos?

Algo positivo neste governo 

Em minhas andanças por Uberlândia, sempre ouço muitas reclamações, sobretudo na área de saúde e da administração municipal, porém reconheço que adorei e espero que as pessoas possam não só ver como usufruir das obras de revitalização as margens do Córrego Moggi no Jardim Inconfidência. Principalmente com uma pista de ciclismo, que amo de paixão.

Comentário de Gigi Silveira

“Como um país sem educação básica pode apreciar a cultura? Muitos países de primeiro mundo não têm um ministério da cultura. Os EUA é um deles. A diferença é que ao invés de mamar nas tetas do governo, eles fazem “fundraising”. Algo que o Brasil ignora. Ou não sabe fazer. Todas as grandes “grants” do NEA (National Endowment for the Arts), por exemplo, são financiadas por mecenas. Capitalismo? Certamente, mas não diferente do Brasil que se diz democrata socialista, mas na verdade é o país mais capitalista da América do Sul. Não se deixe enganar pelo PT e outros com a mesma mentalidade. O vermelho, a estrela ou o que seja nada mais é do que uma fantasia que esconde a verdade para que os estúpidos não a vejam. Paradoxo total.

Caçada a Cunha não será fácil 

Eduardo Cunha é um político profissional. E nesse nosso sistema falido, amadores não sobrevivem.

#MarianaGodoy

Ela deu um show para jornalistas que acham que sabem tudo. Foi na Rede TV.

Tomara Deus 

Eliseu Padilha diz que não haverá aumento de impostos. O novo Ministro da Casa Civil lista reformas da Previdência e Trabalhista como prioridades para governo

O rombo é grande demais 

Enquanto a fixação da idade mínima para a aposentadoria e a desindexação do salário mínimo do piso pago aos aposentados centralizam a discussão sobre a reforma previdenciária, pouco tem se falado sobre a fortuna que deixa de chegar aos cofres do Ministério do Trabalho e Previdência Social todos os anos. Levantamento da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip) aponta que a Dívida Ativa Previdenciária brasileira já soma cerca de R$ 340 bilhões.

O valor, que é oriundo de empresas e trabalhadores que não honraram com as contribuições, seria suficiente para cobrir o rombo previsto para a previdência em 2016, que é de aproximadamente de R$ 125 bilhões. A fazenda nacional, no entanto, não se posiciona sobre o enfrentamento da questão, alegando que o secretário que tratará do assunto ainda não foi nomeado.

“O bom jornalismo faz o que acha que sabe tudo, repensar seus conceitos” Altamirando Dantas Ruas me disse isso. escolhi a profissão certa . .Nasci pra afrontar e ser afrontado.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *