Blitz educativa reforça prevenção a queimadas no caminho até Romaria

São 90 quilômetros que separam as cidades de Uberlândia e Romaria. Distância que, a cada ano, se transforma num percurso de gratidão e devoção. Além da fé, a preocupação com o meio ambiente também deve ser companhia daqueles que percorrem a BR-365 até a igreja de Nossa Senhora da Abadia. Pensando nisso, a Prefeitura de Uberlândia realiza ações conjuntas para orientar os peregrinos. A próxima atividade será nesta sexta-feira (10), a partir das 16h, por meio de uma blitz educativa na Comunidade Olhos D’Água.

Os trabalhos junto aos romeiros são conduzidos por meio de uma parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico, Polícia Rodoviária Federal (PRF), 36º Batalhão de Engenharia Mecanizado (36º BiMec), Polícia Militar, Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Câmara Municipal, Instituto Estadual de Florestas (IEF) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

“Precisamos conscientizar sobre a importância de manter a segurança e a preservação ambiental, ainda mais nesse período, quando muitos percorrem a rodovia rumo à Romaria. É uma época em que vários peregrinos param para descansar, optam por acender uma fogueira para se aquecer, e é preciso que estejam atentos, inclusive para evitar o descarte irregular de lixo às margens da rodovia”, alertou a diretora de Desenvolvimento Ambiental do Município, Lorena Crepaldi.

Frentes de trabalho

Desde o início do período de estiagem, em junho, órgãos do poder público e representantes da sociedade civil se reúnem para traçar ações de combate a queimadas em áreas urbanas e florestais. “É preciso fazer com que as pessoas entendam qual sua responsabilidade nesse processo, já que as queimadas prejudicam o meio ambiente e para a população. A fuligem, a fumaça, todo esse malefício que nos afeta reflete diretamente no bem-estar de todos”, ressaltou o assessor técnico da secretaria de Meio Ambiente, Anderson Alves de Paula.

Impactos no ecossistema

A atenção para o descarte irregular decorre muito da quantidade de focos de incêndio nesse período do ano. Assim, bitucas de cigarros, fósforos, papéis, vidros e espelhos podem iniciar queimadas na vegetação seca, se alastrando de forma ainda mais rápida. Além disso, o fogo também pode causar impactos na fauna, atingindo animais em seu habitat natural, além de prejudicar a saúde pública, uma vez que a fuligem gerada afeta diretamente o sistema respiratório.

Estrutura de apoio

Além da blitz educativa na Comunidade Olhos D’Água, a Prefeitura oferece, desde o dia 3 de agosto, um ponto de apoio aos romeiros, por meio da Secretaria de Agropecuária. A instalação foi erguida no km 565 da BR-365 e conta com 436 metros quadrados, onde os peregrinos dispõem de alimentos, atendimento médico e espaço para descanso. A estrutura permanecerá à disposição das pessoas até o dia 15 de agosto. Para saber mais, clique aqui.

Não provoque queimadas! Em caso de incêndio, ligue 193 (Corpo de Bombeiros), 190 (Polícia Militar) ou 199 (Defesa Civil).

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page