Bastidores – De 08 a 14 de Junho

LAURITA VAZ 

LAURITA VAZ

O Superior Tribunal de Justiça elegeu no dia 1º de junho a ministra Laurita Vaz presidente da corte. Ela é primeira mulher a presidir o tribunal, criado em 1989. O ministro Humberto Martins foi eleito vice-presidente. O novo corregedor-geral de Justiça será o ministro João Otávio de Noronha.

E QUE TRIO

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu abertura de inquérito contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), os senadores Romero Jucá (PMDB-RR), o ex-presidente José Sarney e outros políticos do PMDB.

LOS TRÊS

Todos eles estão no pedido enviado por Janot ao ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, por terem sido acusados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado de receberem propinas.

AFASTOU-SE

Thiago Soares Fonseca

O presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, Thiago Soares Fonseca, apresentou no dia 31 de maio, requerimento de afastamento do cargo à frente da instituição, pelo período de até seis meses, para tratar de assuntos de interesse particular. O 1º vice-presidente da entidade, Júlio César Pereira, assumiu o cargo.

TUCANO

Não causou nenhuma surpresa nos meios políticos de Uberlândia o pedido de licença do presidente do Sindicato Rural de Uberlândia de suas funções. Thiago Soares Fonseca é filiado ao PSDB e embora não confirme, pode pleitear através seu partido, um cargo eletivo nas eleições de 2 de outubro.

TRADIÇÃO

Thiago Fonseca é neto do ex-prefeito José Fonseca e Silva (1947-1950), sobrinho do ex-vereador e suplente de deputado estadual, José Jairo Fonseca, primo em primeiro grau do deputado estadual Felipe Fonseca Attiê e cunhado do ex-vereador e ex-secretário de Habitação, Ivan Pereira Rodrigues da Cunha.

SOBE

O deputado Tenente Lúcio (PSB) apresentou projeto de lei que proíbe o bloqueio de serviços de mensagens instantâneas e a cobrança adicional por parte das operadoras de telecomunicações. Segundo ele as conexões de dados se tornaram mais relevantes que as de voz, o que exige regulação por parte do Poder Público para garantir os direitos dos consumidores.

DESCE

Sem fazer alarde, a Câmara aprovou a criação de 14.419 cargos federais – quase quatro vezes os 4 mil postos comissionados que Michel Temer prometeu ceifar neste ano. A autorização passou batida até por deputados. Além de passar pelo Senado, será necessário realizar concursos para preencher os postos.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *