Bastidores 16 a 22/03/2016

Marcos Maracanã

Declarada

A guerra está declarada nas eleições de 2016 para a corrida à cadeira de prefeito de Uberlândia. Que vença o melhor Departamento Jurídico.

Emissora de rádio

Enquanto isso uma emissora de rádio AM está surfando no momento e aproveitando para se destacar. O rádio AM é mesmo sensacional e tem espaço de sobra para bons debates.

Caindo fora

Ao que tudo indica o PMDB de Uberlândia, de Minas e do Brasil já prepara seu desembarque da plataforma deste governo junto com o PT. Parece que chegou ao fim da linha ou a gasolina do avião acabou?

Piada 

O PMDB é aquela mãe que deixa um filho em cada fila dos caixas nos supermercados. A que andar primeiro, ela vai.

Crise 

Sejamos sinceros. A crise é só deste mandato?

Olha ele aí

Ministério Público Federal denuncia ex-ministro de FHC por lavagem de dinheiro. Pimenta da Veiga é acusado de ter recebido um repasse de R$ 300 mil, em 2003, de Marcos Valério, condenado no mensalão do PT e réu do mensalão tucano. Esse Pimenta é um baita fanfarrão viu…

Por falar em roubos

Roubos têm alta de 22% em Minas, revela a SEDS. No ano passado, 113.500 roubos foram registrados em Minas Gerais. O número é 22,15% maior se comparado com 2014, quando ocorreram 92.915 casos. O dado da Secretaria de Estado de Defesa Social, que na sexta-feira passada, dia 11, divulgou balanço sobre o crime.

BH

Conforme o levantamento, Belo Horizonte foi à cidade que mais concentrou roubos. Foram contabilizadas 42.109 ocorrências, o que representa 37,1% do total no Estado. Na capital, em 2014, foram 34.934 registros. A alta de um ano para o outro foi de 22,43%. O estudo mostrou, ainda, que o crescimento foi registrado em várias cidades. A maior alta ocorreu em Ribeirão das Neves, onde os roubos subiram de 1.192 para 1.999 (+67,70%).

GV

Em Governador Valadares e Varginha o aumento foi de 65,09%. Santa Luzia teve crescimento de 57,82%. Em Contagem, o número de roubos subiu de 10.355 para 12.594 (+21,62%). Já em Betim os registros saltaram de 5.086 para 6.043 (18,82%). As ocorrências também aumentaram em Uberaba, passando de 3.530 para 3.172 (+11,29%). Em Montes Claros o aumento foi ainda maior, pulou de 3.048 a 2.182 (+39,69%). Sete Lagoas (+35,84%), Divinópolis (+17,52%), Juiz de Fora (+20,74%), Ipatinga (+32,62%) também tiveram alta. As ocorrências foram menor em Uberlândia (-11,75%) e Poços de Caldas (-43,75%).

Parte II

O governo prepara novos aumentos de tributos como um “Plano B” para o caso de o Congresso não aprovar a recriação da Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF). “Para não errar, pode dizer que estamos estudando todos os tributos”, disse um integrante da equipe econômica.

Sem chance

O orçamento deste ano já conta com R$ 10 bilhões em arrecadação da CPMF. Porém, a piora no quadro político reduziu as chances, que já eram pequenas, de recriação desse tributo. Diante de uma rejeição da proposta, o governo poderia simplesmente admitir um resultado ainda pior para as contas públicas. Mas essa não é uma alternativa sobre a mesa.

Qual interesse?

A quem interessa esconder as sujeiras de governos para debaixo do tapete? Quem desviou o erário tem que pagar caro por isso. Parem de defender os bandidos que estão destruindo este Brasil

Chega de Xiitas 

Independente de qualquer partido estamos no mesmo barco e este está furado. O que quero de futuro para meus filhos e para o próximo é apenas um conceito de transparência, verdade e, sobretudo tranquilidade pra sobreviver de maneira digna. Que saco, este princípio do contraditório de defesa de gente que diz: “Ah! porque no governo X ou Y foi assim”. FODA-SE. Quero ver todos na cadeia e de preferência no do inferno. Vou continuar combativo como sempre fui. Detalhe quem paga minhas contas não é esses pilantras do Lula ou Aécio. É o suor do meu trabalho. Tenho dito!

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *