Avião com time da Chapecoense cai na Colômbia e mata 75

Um avião BAe RJ85 da companhia colombiana LaMiA que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29), informam autoridades colombianas. O prefeito de La Ceja, Frederico Gutierrez, disse que o acidente matou ao menos 75 e 6 sobreviventes, segundo a AFP. O avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes.

Imagens do acidente com o time da Chapecoense foram divulgadas nas redes sociais - Reprodução / Twitter (@TheACMario)
Imagens do acidente com o time da Chapecoense foram divulgadas nas redes sociais – Reprodução / Twitter (@TheACMario)

Não há, por enquanto, identificação das vítimas fatais. Entre os sobreviventes há jogadores.

Segundo a imprensa local, a aeronave com o time catarinense perdeu contato com a torre de controle às 22h15 (local, 1h15 de Brasília) e caiu ao se aproximar do Aeroporto José Maria Córdova, em Rionegro, perto de Medellín.

Os jogadores da equipe de Santa Catarina são os goleiros Danilo e Follmann; os laterais Gimenez, Dener, Alan Ruschel e Caramelo; os zagueiros: Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto; os volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco; os meias Cleber Santana e Arthur Maia; e os atacantes: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela.

Os jogadores decolaram do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na segunda-feira e chegaram a fazer escala técnica em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, antes de seguir para seu destino. A delegação da Chapecoense teve que mudar seu plano de voo por uma decisão da autoridade da aviação brasileira, que o impediu de se ir para Medellin em um avião fretado.

A operação de resgate no local do acidente com o avião da Chapecoense na Colômbia foi suspensa nas primeiras horas da manhã desta terça-feira devido à forte chuva na região, informou o aeroporto de Medellín. A Aeronática da Colômbia informou que instalou um centro de controle no aeroporto de Medellín por conta do acidente.

A equipe da Chapecoense disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra Atlético Nacional, na quarta-feira, em Medellín.

A Confederação Sul-americana de Futebol, por meio de nota, confirmou que foi notificada por autoridades colombianas sobre o acidente envolvendo a aeronave que transportava a equipe da Chapecoense. No comunicado, a Conmebol lamenta o ocorrido:

” A família Conmebol lamenta enormemente o ocorrido. Todas as atividades da confederação estão suspensas até um novo aviso”, consta em um trecho da nota.

Ainda de acordo com o comunicado, o presidente da confederação, Alejandro Domínguez, está a caminho de Medellín.

 

Mais informações em breve.

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on LinkedIn0Print this page